------------------ Perfil de Internamentos Hospitalares Decorrentes de Lesões Autoprovocadas no Período de 2015 a 2019 no Brasil

Estudo Original

Ver autores ⯆

OBJETIVO: descrever o perfil dos internamentos hospitalares decorrentes de lesões autoprovocadas no Brasil. MÉTODOS: estudo descritivo, de abordagem quantitativa, realizado com dados do Ministério da Saúde, coletados através do DATASUS no mês de julho de 2020. Para composição dos resultados, buscaram-se variáveis específicas (óbitos; regiões; ano; sexo; faixa etária; e CID-10) entre os anos de 2015 a 2019. RESULTADOS: foram identificadas 46.536 internações por lesões autoprovocadas, sendo sua média anual de 9.307, e ainda o registro de 1.532 óbitos no mesmo período. Dentre as regiões brasileiras, o Sudeste apresentou a maior taxa (56,7%), seguida do Nordeste (21,4%); onde se justifica pela alto índice populacional, podendo ficar atrelado a uma questão de falta de representatividade amostral. Os homens foram os que mais apresentaram registros de internação (57,3%); um estudo observacional de 2015 compactua com estes achados, onde os autores identificaram uma prevalência de 60,4%. Na faixa etária, a de 20-39 anos (43,4%) obtiveram um maior índice, podendo ser descrito como um risco pela sua classificação de população economicamente ativa, ligada ao mercado de trabalho, e consequentemente submetida às condições socioeconômicas desfavoráveis e comportamentos de risco. Em relação ao CID-10, o maior percentual registra-se no código X64, compreendido pela autointoxicação por e exposição, intencional, a outras drogas, medicamentos e substâncias biológicas (21,1%); estudos demonstram que as principais causas de lesões autoprovocadas são provenientes de autointoxicação por medicamentos e substâncias alcoólicas. CONCLUSÃO: é preciso estar atento a quaisquer formas de lesões autoprovocadas, sobretudo no século que houve um aumento de doenças psicológicas como a ansiedade e a depressão. Propõe-se o aumento da promoção em saúde com medidas voltadas a prevenção desses casos. Por menor que seja uma lesão autoprovocada, ela é um grito de socorro e necessita de um olhar diferenciado.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta