------------------ Trauma abdominal na gestante e suas implicações: uma revisão de literatura.

Revisão de Literatura

Ver autores ⯆

OBJETIVO: Analisar as implicações do trauma abdominal na gestante. MÉTODOS: O método escolhido foi a revisão de literatura. Primeiro foram definidos os descritores de pesquisa “abdominal”; “trauma” and “pregnant”. Em seguida, houveram as pesquisas nas bases de dados PUBMED, BVS e SciELO e a determinação dos critérios de inclusão: artigos completos no período de 2010-2020, e de exclusão: a não pertinência ao tema. Por fim, foram encontrados 31 artigos, sendo 28 do MEDLINE, 2 do Lilacs e 1 do SciELO, e desses foram selecionados 14, sendo 12 do MEDLINE, 1 do Lilacs e 1 do SciELO. RESULTADOS: No atendimento de pacientes do sexo feminino traumatizadas de 10-50 anos deve-se considerar a possibilidade de gravidez, dado que a grávida traumatizada de uma só vez pode chocar dois indivíduos. O trauma abdominal durante a gestação tem taxa de 6-7%, gerando complicações em 65% dos casos e até óbito. Há dois tipos desses traumas: os contusos e os penetrantes. Os traumas abdominais contusos ocorrem por acidentes de trânsito, tombamentos e violência, sendo os mais comuns as hemorragias retroperitoneais graves, acometimento do intestino delgado, ruptura uterina (com peritonismo, hemorragia maciça e choque circulatório), embolia do líquido amniótico, trombos intravasculares disseminados e descolamento placentário (mesmo em pequenos traumas), os quais não geram problemas ao feto, devido ao amortecimento do líquido amniótico, contudo podem levar a morte fetal quando muito graves. Nos traumas abdominais penetrantes há uma relação inversa, na maioria das vezes a mãe não é muito atingida, porém em até ⅔ dos casos o feto é traumatizado, sendo assim a mortalidade materna cerca de 5% e a fetal entre 40-70%, requerendo exploração de outras lesões e extração fetal. CONCLUSÃO: Portanto, ainda que não seja muito comum, percebe-se que suas implicações podem ser grave na maioria dos casos, podendo levar a morte de ambos os indivíduos e medidas para a redução de tais traumas devem ser incentivadas.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta