------------------ ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DOS CASOS DE ACIDENTES E VIOLÊNCIA EM SERVIÇOS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO BRASIL

Estudo Original

Ver autores ⯆

OBJETIVO: O objetivo desse trabalho é realizar uma análise epidemiológica quanto aos casos de lesões decorrentes de acidentes e violência que necessitaram de atendimento de urgência e emergência. MÉTODOS: O estudo de caráter transversal e retrospectivo teve como fonte de dados o Boletim epidemiológico “Vigilância de violências e acidentes em serviços sentinelas de urgência e emergência”, organizado e lançado pelo Ministério da Saúde do Brasil em 2013, com coleta de dados feita em 2011. Além disso, foram selecionados artigos publicados entre 2012-2020, disponíveis nas bases de dados SciELO e PubMed. RESULTADOS: Em 2011, entre os atendimentos por violência e acidentes em serviços sentinelas de urgência e emergência em 24 capitais e no Distrito Federal, mostrou-se que 58,6% dos casos observados correspondem a indivíduos entre a faixa etária de 10 a 39 anos. Entre os tipos de ocorrência mais frequentes, os acidentes de transporte corresponderam a 26,2% dos casos observados, perdendo apenas para as quedas (30,9%). Além disso, houve predomínio de atendimentos em indivíduos do sexo masculino (64,8) em relação aos do sexo feminino (35,1%). Ademais, notou-se que houve maior frequência de atendimentos em pessoas pardas (51%), seguido de pessoas brancas (32%) e de pessoas negras (14,4%). Observou-se, ainda, que os acidentes e as violências representam a terceira causa de morte na população geral e primeira causa de morte na população de 1 a 39 anos de idade, além de terem gerado sequelas, gastos com pagamentos de tratamentos de saúde e de auxílio-doença. CONCLUSÕES: Dessa forma, nota-se que essas lesões ocasionam um grande impacto sobre a saúde da população, em especial de adultos jovens, de forma análoga a países como China e Índia, líderes em números absolutos de morte no trânsito. Assim, devido à grave situação, percebe-se a necessidade de prevenção de traumas, visto que eles são rotineiros nos serviços de urgência e emergência, a fim de evitar agraves na Saúde Pública.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta