------------------ Características e fatores associados às lesões iatrogênicas de vias biliares pós colecistectomias e vídeocolecistectomias: uma revisão de literatura

Revisão de Literatura

Ver autores ⯆

OBJETIVO: Analisar as características e os fatores que estão associados às lesões iatrogênicas de vias biliares pós colecistectomias e vídeocolecistectomias. MÉTODOS: Trata-se de uma revisão bibliográfica realizada a partir de materiais publicados por artigos científicos das seguintes bases de dados: PubMed, Scielo, LILACS e BVS. Foram utilizados os descritores: “Colecistectomia”, “Lesão iatrogênica de Via biliar (LIVB)” e “Videocolecistectomia”. Foram encontrados 79 artigos, dos quais foram selecionados 10 baseados em critérios de inclusão e exclusão. Os critérios de inclusão foram: artigos publicados a partir de 2010 e que tratassem das lesões iatrogiagênicas de vias biliares após as cirurgias supracitadas, e os critérios de exclusão foram: artigos dos anos anteriores e que fugiram da temática proposta. Os artigos foram selecionados de acordo com originalidade e relevância. RESULTADOS: Os artigos demonstraram que, no que diz respeito ao gênero, houve uma prevalência de casos no sexo feminino, com valores variando de 67 a 100%. Com relação a faixa etária dos pacientes, a média de idade foi de 45,3 anos. Além disso, a maioria dos diagnósticos da LIVB foram feitos no pós-operatório, e o tempo decorrido entre a cirurgia e o diagnóstico variou bastante em todos os artigos analisados. Outrossim, no momento da admissão, a maioria dos pacientes eram sintomáticos, sendo os sintomas mais prevalentes: icterícia, dor abdominal, colúria, acolia fecal, febre, náuseas, perda ponderal e distensão abdominal. Por fim, na maioria dos artigos analisados houve prevalência de lesões tipo II e III de Bismuth. CONCLUSÕES: A lesão iatrogênica de vias biliares permanece como a complicação mais significante da colecistectomia, tanto convencional quanto por vídeo. Por esses motivos é importante que haja uma avaliação cuidadosa da condição clínica do paciente, dos mecanismos de lesão e do tipo de lesão, pois esses são fatores norteadores do melhor momento para o reparo definitivo.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta