------------------ Transplante na Doença Hepática Alcoólica: Uma Revisão de Literatura

Revisão de Literatura

Ver autores ⯆

OBJETIVO: avaliar resultados de transplantes de fígado na doença hepática alcoólica (ALD) comparando com transplantes por outras etiologias em relação ao aumento da sobrevida e fatores de risco após transplante. MÉTODOS: coletou-se de maio a junho de 2020 informações no banco de dados do PubMed de 20 pacientes com ALD transplantados num período de 10 anos. Foram incluídos 15 artigos originais, indexados pelos descritores MeSH/DeCS: “transplante hepático” e “doença hepática alcoólica” dos quais 9 foram rejeitados pelo critério de exclusão de pacientes sem acompanhamento pós-operatório. RESULTADOS: a partir da análise dos transplantados detectou-se a alta prevalência do sexo masculino (95%) com média de idade de 50 anos. Desses, 75% apresentavam disfunção hepática grave classe C (classificação Child-Pugh modificada) sendo 30% associada a hepatite viral e 5% ao hepatocarcinoma. A sobrevida da doença hepática sem transplante é de 45% em 1 ano e 30% em 3 anos, sendo após transplante obtidos números de 75% e 50% respectivamente. As recidivas ao uso abusivo do álcool ocorreram em cerca de 20% dos pacientes (5,6%/ano) gerando danos ao fígado e reduzindo a sobrevida, além do aumento do risco de morte por doença cardiovascular e malignidades após uso de tabaco. Ademais, ocorreram 45% de rejeições, sendo 40% agudas e 5% crônicas e outras complicações como infecções (45%) e trombose da artéria hepática (15%). CONCLUSÕES: após analisar as bibliografias notou-se equivalência de sobrevida em transplantados por ALD e por outras etiologias, sendo o principal fator de risco após transplante o abuso de álcool e tabaco. Assim, é necessário formular uma abordagem com terapias que identifiquem os fatores de risco e fortaleçam o sistema de apoio social dos pacientes auxiliando no controle desses vícios.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta