------------------ Perspectivas de Causas e Consequências das Complicações do Pós-Operatório de Transplante Hepático: uma Revisão de Literatura

Revisão de Literatura

Ver autores ⯆

OBJETIVO: Evidenciar as principais causas e consequências das complicações pós-operatórias no transplante hepático. MÉTODOS: Trata-se de uma revisão bibliográfica do tipo integrativa de caráter retrospectivo com abordagem qualitativa, elucidando a descrição e a aplicação de estudos nacionais e internacionais. Tal estudo ocorreu no mês de julho de 2020 por meio da base de dados Biblioteca Virtual em Saúde e seus sites aliados. Para isso, associaram-se os operadores boleanos com os descritores selecionados e pertinentes, no corpo de trabalho, por meio da base Descritores em Ciências da Saúde, sendo eles: “cirurgia”, “fígado”, “período pós-operatório” e “transplante de órgãos”. Incluíram-se artigos disponíveis na integra, com recorte temporal de cinco anos e nos idiomas espanhol, inglês e português. Foram selecionados cinco artigos para análise de dados compatíveis com os objetivos da pesquisa. RESULTADOS: O transplante hepático é uma conduta terapêutica de alto risco e indicada apenas para pacientes com doenças crônicas ou sem curas alternativas do fígado e/ou vesícula biliar. Em verdade, o prognóstico ruim dos pacientes depende de inúmeros fatores relacionados a condutas, sendo os mais comuns, de acordo com os estudos escolhidos: altos valores de albumina-bilirrubina, influência de ritmos circadianos no período noturno, função imune debilitada e realização de abordagens cirúrgicas anteriores. Com isso, o paciente fica suscetível a complicações que vão desde a persistência da condição patológica inicial, a exemplo da esplenomegalia, a óbitos pós-operatórios, perpassando por complicações vasculares e respiratórias. CONCLUSÃO: Diante do exposto, fica nítido que, apesar dos avanços contidos no campo de atuação supracitado, há necessidade de realizar uma conduta multidisciplinar coerente, exemplificada por anamnese consistente, assim como realização de exames radiológicos e endoscópicos para reduzir as altas taxas de morbidade desse transplante.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta