------------------ Abordagem da Infecção Hospitalar em Receptores de Transplantes de Órgãos:Revisão de Literatura

Revisão de Literatura

Ver autores ⯆

OBJETIVO: Apresentar a infecção hospitalar em receptores de transplantes de órgãos, enfatizando a imunossupressão e presença de patógenos hospitalares como fatores predisponentes. MÉTODOS: Trata-se de uma revisão sistemática, na qual as bases de dados do SCIELO e BVS foram consultadas para levantamento de artigos científicos, no período de 2015 a 2020. Na estratégia de busca, foram utilizados os descritores: "Infecção hospitalar", "Transplante", “Imunossupressão”. Entre 16 artigos encontrados, 8 constituíram a amostra, utilizando-se como critérios de inclusão: artigos em português e inglês, dispostos na íntegra. RESULTADOS: Transplante é um procedimento cirúrgico que consiste na reposição de um órgão ou tecido de uma pessoa doente (receptor), por outro órgão ou tecido normal de um doador vivo ou morto. Considerando o elevado risco de rejeição do órgão após transplante, o receptor é submetido a uma terapia imunossupressora, visando inibir a atividade do sistema imunológico contra o órgão exógeno. Apesar de aumentar a probabilidade de sucesso do transplante, o uso de imunossupressores acarreta a imunossupressão do indivíduo, tornando-o susceptível a infecções. Vale destacar que, o procedimento cirúrgico em si caracteriza risco de infecção para o paciente, considerando o procedimento invasivo como meio à aquisição de agentes patogênicos, incluindo bactérias multirresistentes presentes no ambiente hospitalar. Estes fatores proporcionam a ocorrência de infecções hospitalares após transplantes, caracterizando um sério risco ao paciente, devido à supressão do sistema imunológico. CONCLUSÕES: Receptores de transplante de órgãos necessitam de atenção e monitoramento, considerando o risco de infecção hospitalar, a qual pode evoluir para sepse ou choque séptico mediante o quadro de imunossupressão do indivíduo. Ressalta-se a atividade da CCIH no monitoramento de agentes patogênicos multirresistentes no ambiente hospitalar, a fim de limitar a ocorrência de infecções.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta