------------------ Análise dos Atendimentos de Urgência Obstétrica e Puerperal no Brasil

Estudo Original

Ver autores ⯆

OBJETIVO: Analisar os atendimentos de urgência obstétrica e puerperais no Brasil. MÉTODO: Trata-se de um estudo transversal, quantitativo e descritivo. Os dados foram obtidos no Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), onde foram coletados informações das notificações de atendimento no caráter de urgência obstétrica e puerperal no Brasil durante o período de 2008 a 2018. RESULTADOS: Ocorreram 17.678.573 casos de internações de urgência obstétricas e puerperais no Brasil, sendo o hospital público com a maior prevalência de atendimento (56,4%). As principais causas de internações foram: parto único espontâneo (49,7%); outras complicações na gravidez e parto (24,1%); e assistência prestada à mãe por motivos ligados ao feto e à cavidade amniótica (8,5%). Associado a isso, o número de óbitos foram de 6.429, sendo que 69,8% ocorreram em hospitais públicos. Dentre as causas mais prevalentes, foram identificados: outras complicações da gravidez e parto (20,4%); parto único espontâneo (15,6%); e edema, proteinúria e transtornos hipertensivos na gravidez, no parto e no puerpério (11,8%). Em relação a faixa etária, as mulheres entre 20 a 29 anos apresentaram as maiores prevalências nas internações de urgência (52,1%) e de óbitos (46,5%). Além disso, foram realizados 7.091.844 procedimentos cirúrgicos obstétricos de urgência, os quais apresentaram maiores prevalência foram: parto cesariano (66,2%); curetagem pós-abortamento/puerperal (20,6%); parto cesariano em gestação de alto risco (9,7%). CONCLUSÃO: Constate-se que a maioria das internações ocorreu por parto único espontâneo, associado a um número expressivo de internações (56,4%) e óbitos (69,8%) em hospitais públicos, o que sugere uma alta demanda, porém uma baixa qualidade do serviço público prestado em situações como essa. Nota-se também a maior prevalência de atendimento de urgência para partos cesarianos, em sua maioria em mulheres jovens entre 20 a 29 anos que evoluíram a internação ou óbito.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta