------------------ Satisfação e Complicações da Reconstrução Mamária: Uma Revisão de Literatura

Revisão de Literatura

Ver autores ⯆

OBJETIVO: Identificar a satisfação cirúrgica da reconstrução mamária pós mastectomia e fatores de risco para complicações. MÉTODOS: Trata-se de uma revisão integrativa de literatura, na qual a coleta de dados foi realizada a partir das bases de dados PubMed e Biblioteca Virtual em Saúde. Utilizou-se para pesquisa sinônimos dos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS): “Breast Neoplasms”, “Mammaplasty”, “Prostheses and Implants”, “Transplantation, Autologous” e “Review”. Além dos descritores Booleanos “AND" e "NOT”. Foram encontradas 353 artigos e selecionados 20 trabalhos originais, em Língua Portuguesa e Inglesa, publicados entre os anos de 2015 a 2019. RESULTADOS: A reconstrução autóloga e a baseada em implantes estão entre os principais procedimentos realizados para a reconstrução mamária. Evidências indicam que ambas as opções promovem boa satisfação com as mamas, porém a primeira proporciona maior bem estar psicossocial e sexual. A reconstrução baseada em implante está associada a duas vezes mais chances de complicações como infecção, hematoma, necrose gordurosa e mais probabilidade de falha que procedimentos autólogos. Quando se trata do método autólogo encontra-se entre os fatores de risco para complicações: excesso de peso, obesidade, diabetes, classe III e IV da Classificação da Sociedade Americana de Anestesiologia (ASA). Em ambos procedimentos, pacientes submetidos a reconstruções tardias obtiveram menor probabilidade de desenvolver qualquer complicação enquanto os procedimentos bilaterais tiveram mais chances de desenvolver complicações. O fator radioterapia interferiu negativamente nas chances de complicações, sendo mais proeminente em pacientes que optaram por implante. CONCLUSÕES: A reconstrução mamária autóloga e a baseada em implantes promovem boa satisfação. Em ambos os métodos a radioterapia interferiu negativamente bem como cirurgias bilaterais. A reconstrução baseada em implante está relacionada a mais chances de complicações que a autóloga.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta