------------------ Fatores associados ao Índice Tornozelo Braquial Anormal em pacientes diabéticos atendidos em um hospital de referência em vasculopatias em Manaus

Estudo Original

Ver autores ⯆

Objetivo: Identificar as variáveis que estão relacionadas com o índice tornozelo braquial (ITB) anormal de pacientes diabéticos atendidos em um hospital de referência no atendimento de vasculopatias. Método: Trata-se de um estudo quantitativo conduzido com pacientes diabéticos atendidos em um hospital publico na cidade de Manaus-AM. Os dados foram levantados mediante questionário semi-estruturado e avaliação clínica e analisado pelo SPSS versão 21. Utilizou-se o teste de Mann-Whitney. O intervalo de confiança estabelecido foi de 95% com significância de p<0,05. Resultados: 12 participantes compuseram a amostra deste estudo. O sexo feminino foi o mais comum com (58,3%). A DM 2 representou 83,3% dos participantes. 66,7% tinham comprometimento visual, 58,3% tinham lesão em membros inferiores. 75% tinham IMC normal. 83,3% tinham a glicemia aumenta. Quanto ao ITB, verifica-se que 66,7% fora classificada como “normal”, 25% como indicativo de doença vascular periférica, e 8,3% indicativo de calcificação. Verifica-se que os homens apresentaram maior média do ITB quando comparado com as mulheres (1,25±0,20 vs 0,97±0,17; p=0,028), respectivamente. DM 1 apresentou maior média do ITB quando comparado com DM 2 (1,44±0,23 vs 1,02±0,17; p=0,032) Quanto as demais variáveis p>0,05. Conclusão: Apesar se haver diferença entre sexo e tipos de DM, verifica-se que tais diferenças ocorreram na zona de classificação do ITB dito como normal. Mais estudos são necessários para investigar a relação proposta.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta