------------------ Estudo acerca dos Custos nos Últimos Cinco Anos no Sul do Brasil para o Tratamento de Lesões Vasculares Traumáticas de Membro Superior

Estudo Original

Ver autores ⯆

OBJETIVO: Quantificar o número de internações para o tratamento cirúrgico de lesões vasculares traumáticas de membro superior no Sul do Brasil nos últimos cinco anos e analisar os custos ao Sistema Único de Saúde em tal período. MÉTODO: Estudo ecológico realizado a partir dos dados de AIHs aprovadas e tempo médio de permanência para o tratamento cirúrgico de lesões vasculares traumáticas de membro superior bilateral e unilateral durante o período de janeiro de 2015 a dezembro de 2019 obtidos no DATASUS do Ministério da Saúde e tabulados no TABNET. RESULTADOS: Durante o período estudado, ocorreram 1.191 internações para a realização de tratamento cirúrgico de lesões vasculares de membro superior no Sul do Brasil. Dessas internações, 456 (38,3%) ocorreram no estado do Paraná, 453 (38,1%) no do Rio Grande do Sul e 282 (23,6%) no de Santa Catarina. Em relação ao tempo de permanência hospitalar para tais internações, tivemos uma média total de 3,7 dias, sendo o estado do Paraná com a menor média (3,2 dias) e o estado do Rio Grande do Sul com a maior (4,3 dias). Essas internações resultaram em um gasto de R$ 1.343.669,53 ao longo do estudo, com uma média de R$ 268.733,90 ao ano. Desse valor, R$ 634.251,88 (47,2%) foram gastos pelo estado do Paraná, seguido do Rio Grande do Sul com um gasto de R$ 440.038,05 (32,8%) e, por último, o estado de Santa Catarina com um gasto de R$ 269.379,60 (20%). Apesar do estado do Paraná e do Rio Grande do Sul terem tido um número semelhante de internações e o estado do Rio grande do Sul a maior média de permanência hospitalar, o estado do Paraná foi o que apresentou os maiores gastos. CONCLUSÕES: O tratamento cirúrgico de lesões vasculares de membro superior possui um custo considerável ao Estado. As causas mais frequentes para esse tipo de lesão são acidentes de trabalho e acidentes de trânsito. Então, sugere-se que um maior investimento em prevenção primária seria essencial para uma redução de acidentes e, consequentemente, em custos.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta