------------------ Perfil Epidemiológico Dos Casos De Traumatismo Craniano No Estado De Alagoas

Estudo Original

Ver autores ⯆

OBJETIVO: Analisar o perfil das internações por traumatismo craniano no estado de Alagoas, entre 2015 a 2019.METODOLOGIA: Trata-se de um estudo transversal descritivo, baseado no banco de dados do Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS), no período de 2015 a 2019, no qual foi avaliada a prevalência dos critérios como: cor/raça,caráter de atendimento, sexo, faixa etária, internações e taxa de mortalidade.A estatística descritiva e analítica foi realizada utilizando o software GraphPadPrism versão 5.Foram considerados valores de p<0,05.RESULTADOS: Notou-se em caráter por atendimento, que a urgência teve alta prevalência no ano de 2015 com 12,4 (n=389), e a taxa de mortalidade se encontrava-se nesse mesmo critério, porém tendo notificações ano de 2016 (7,3%). No que se diz por raça/cor, identificou-se que a parda tem um alto indicie de casos notificados, principalmente no ano de 2018 com 8,2 (n=259), mas a taxa de mortalidade no ano de 2018 (33,3%) se predominou na cor/raça indígena. Em faixa etária, relatou-se que indivíduos entre 20 a 29 anos, teve taxas altas de notificações por traumatismo craniano no ano de 2015 com 7,3 (n=228), e a taxa de mortalidade se encontra-se em indivíduos com >80 anos nesse mesmo ano (51,7%).Houve diferença significativa na prevalência entre os sexos, o sexo masculino mais prevalente do que o sexo feminino (p<0.0001), com taxas altas em 2015 com 5,1 (n=775), porém a taxa de mortalidade identificou-se mais no sexo feminino, com uma alta notificação em 2019 (13,3%), entretanto não houve diferença significativa (p=0,05).CONCLUSÃO: No presente estudo, foi possível identificar a prevalência do perfil dos casos de internação hospitalar por traumatismo craniano no estado de Alagoas entre 2015 e 2019. A maior prevalência de internações correspondeu a pacientes do sexo masculino, de cor/raça parda, de faixa etária entre 20 a 29 anos, e a maioria dos casos dão entrada no atendimento por urgência.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta