------------------ Trauma por arma de fogo em região mamária esquerda com lesão de Artéria Axilar Direita e ausência de lesão de Plexo Braquial.

Relato/Série de Casos

Ver autores ⯆

INTRODUÇÃO: Trata-se de um trauma por arma de fogo em região mamária por projétil, lesando a Artéria Axilar Direita (AAD) e ausência de lesão de Plexo Braquial (PB). RELATO DE CASO: Sexo feminino, 27 anos, admitida na Emergência do Hospital de Emergência, em Arapiraca-AL, vítima de agressão por arma de fogo. Com história de hemorragia pelo orifício de entrada de projétil. Acordada, hipotensa, hipocorada (+/4+). Foi realizado atendimento pela cirurgia geral do serviço, com exame físico mostrando lesão perfuro contusa em região mamária esquerda e lesão transfixante em Membro Superior Direito (MSD), ausência de hemotórax ou pneumotórax, presença de hematoma em região supra-axilar direita e ausência de pulso em Membros Superiores (MMSS). Após estabilização, foi solicitado Radiografia (RX) e Tomografia Computadorizada (TC) do tórax e avaliação da Cirurgia Vascular. Em RX e TC, foi observado projétil alojado próximo à articulação escapulo-umeral direita. Em avaliação vascular, inicialmente mantinha MMSS, com ausência de pulso. Após melhora hemodinâmica, observou-se pulso em membro superior esquerdo e ausência no direito. Foi solicitado Doppler arterial e venosa de membro superior direito, apresentando Oclusão de AAD em terço médio, Fluxo reabitado em transição axilo-braquial por ramos colaterais musculares monofásico até o punho e Fluxo venoso sem alterações em MSD e PB. Com isso, foi realizado Intervenção cirúrgica para revascularização de AAD, feito um enxerto com Artéria Safena Magna reversa, que por auxílio do doppler, facilitou o controle proximal evitando a secção da clavícula. COMENTÁRIOS: O caso reforça a relevância do atendimento rápido, por equipe multidisciplinar, seguido por exames físico e complementares que auxiliaram no diagnóstico do trauma. Consideração o caso relatado, essa conduta tem o intuito de recomendar no primeiro tempo o reparo da lesão. Evitando complicações, como a isquemia, pseudoaneurisma, claudicação de membro e até óbito do paciente.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta