------------------ Diagnóstico e Conduta do Trauma Genital Masculino por Projétil de Arma de Fogo: Relato de Caso

Relato/Série de Casos

Ver autores ⯆

INTRODUÇÃO: Perfuração por projetil de arma de fogo (PAF) na genitália masculina é incomum devido a posição e mobilidade do pênis. O projétil pode atingir de maneira isolada o pênis ou associado a trauma uretral e testicular. Embora incomuns, essas lesões podem reduzir a qualidade de vida das vítimas. RELATO DO CASO: Paciente de 26 anos, negro, 1,72m de altura, 75Kg de peso, atingido por PAF é atendido na emergência de hospital de referência. Após triagem da cirurgia geral, ortopedia e urologia, foi diagnosticado orifício de entrada pelo glúteo direito, fratura do osso ísquio direito, com o projetil alojado na bolsa testicular. Recebeu alta da cirurgia geral e foi indicado tratamento conservador da fratura. Pela equipe de urologia o paciente foi submetido a exploração cirúrgica e teve os seguintes achados: laceração do testículo esquerdo, perfuração do corpo cavernoso direito, e lesão de corpo esponjoso e uretra peno-bulbar em mais de 50% da circunferência. Como conduta foi realizada orquiectomia esquerda, desbridamento e rafia de corpo cavernoso com vicryl 3.0 e uretroplastia termino-terminal com caprofil 4.0, com sondagem vesical e colocação de dreno laminar. COMENTÁRIOS: O sucesso no tratamento de lesões penianas por PAF depende de exploração cirúrgica precoce, desbridamento das estruturas feridas e reparo primário da lesão. O uso do escore de gravidade da lesão de I a V da Associação Americana para a Cirurgia do Trauma (AAST) facilita o tratamento uniforme das lesões genitais. De acordo com essa classificação, o nosso caso enquadra-se no grau III e deveria ser submetido a intervenção cirúrgica imediata. A exploração e reconstrução dos corpos cavernosos pode prevenir disfunção erétil e curvatura peniana tardia, e o reparo primário da lesão de uretra é a opção de escolha nas lesões com menos de 1,5cm de extensão e previne a estenose de uretra. Na ausência de equipe de urologia, a cistostomia deve ser realizado como tratamento primário da lesão de uretra.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta