------------------ Cenário epidemiológico da Escleroterapia no tratamento da Insuficiência Venosa Crônica (IVC)

Estudo Original

Ver autores ⯆


OBJETIVO: Analisar o perfil epidemiológico da Escleroterapia para tratamento da Insuficiência Venosa Crônica durante o período de 2017 a 2019 no Brasil. MÉTODO: Trata se de um estudo epidemiológico descritivo, transversal e de abordagem quantitativa, cujo dados secundários foram coletados do Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS (SIA/SUS). As variáveis que compuseram o processo de extração são quantidade aprovada, valor total, ano e característica do atendimento. RESULTADO: No período supracitado, foram realizados o total de 27.735 procedimentos, sendo que ocorreu um aumento percentual de 626% do ano de 2017 com 2.482 intervenções executadas para 2019 com 18.043. Desse total de Escleroterapia não estética realizadas, a maior parte foi de cunho eletivo perfazendo 96,8% e as de caráter de urgência somente ocorreram em 868 casos. Os gastos públicos relacionados a tal condição apresenta valores ainda mais relevantes, com R$ 967.415,68 dispendidos em 2017, R$ 2.786.424,14 no ano de 2018 e no último ano do período analisado teve 6.961.937,84 reais empregados no tratamento, logo verifica se um aumento percentual de caráter exponencial de 619% das despesas. CONCLUSÃO: Portanto, visto que a Insuficiência Venosa Crônica (IVC) é um problema socioeconômico importante com prevalência crescente e que causa ao paciente dor e incapacidade, contribuindo para a diminuição da qualidade de vida, verifica se a importância de medidas preventivas. As ações de prevenção devem ser direcionadas principalmente para os fatores de risco modificáveis, como falta de atividade física, alimentação irregular, tabagismo, obesidade e trabalhos com sobrecarga de MMII. Logo, é evidente a importância de se adotar medidas de conscientização para a mudança de hábitos de vida com incentivo às atividades físicas e prática de uma alimentação saudável, bem como orientação para medidas de elevação dos MMII em repouso e massagem local e, por fim, incentivar o acompanhamento especializado/multidisciplinar.

bok.jpg

Cursos

Conceitos em Cirurgia Vascular

 

Minicurso de Atendimento ao Trauma por Abuso Sexual

 

Minicurso de Farmacologia da Cirurgia Vascular

 

Minicurso sobre Luto

LICIVASC 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Italo Constâncio - Algum problema no site?

beta